EL AL: rota para Lisboa era um “desejo de muito tempo”

“Um desejo de muito tempo e um sonho para todos nós”, foi como Walter Wasercier, director-geral da EL AL para Espanha e Portugal, classificou a abertura da nova rota para Lisboa. O regresso da companhia israelita à capital portuguesa, quase 20 anos depois, foi assinalado quarta-feira, no Aeroporto Humberto Delgado, numa cerimónia que contou com várias entidades oficiais, como o Embaixador de Israel e os presidentes do Turismo de Portugal e da APAVT.

  

À margem do evento, em conversa com jornalistas do trade, o director-geral da companhia aérea de bandeira israelita para Espanha e Portugal, justificou o porquê de dizer que a nova rota era um “desejo de muito tempo” e um “sonho”, recordando que a EL AL operou para Lisboa entre 1978 e 1999 e que o encerramento da rota, há quase duas décadas deixou “um gosto amargo, porque Lisboa sempre foi um destino muito bom por muitos e diferentes motivos, não só pelo tráfego ponto-a-ponto, mas também pela história judaica de Portugal”. Hoje, Portugal conquista os israelitas também pela sua modernidade e, a outro nível, pela possibilidade de investimento, nomeadamente na área imobiliária.

Retornar como EL AL, explicou, “significa a possibilidade de trazer muitos israelitas a Portugal mas também levar mais portugueses a Israel”. O número de israelitas que tem visitado Portugal tem tido “um crescimento exponencial” e a opinião muito positiva que levam do destino faz crer em boas ocupações dos voos já que o director-geral da companhia para a Península Ibérica também espera quer a nova rota contribua para um grande aumento no número de portugueses a visitar Israel “primeiro em termos do turismo religioso mas não só, também o turismo de lazer, de famílias e LGTB”, porque Israel tem “belas praias” e uma “boa gastronomia” que podem conquistar os portugueses e uma “animada vida nocturna, sobretudo em Telavive”.

Por tudo isto, as perspectivas para a nova rota são boas. Para o primeiro mês de operação será atingido um load factor de 90% e para o segundo mês as reservas já ultrapassam em muito os 70%. Por isso, assumiu o responsável, “estamos muito contentes”, até porque a expectativa é que “a procura por parte dos portugueses aumente muito na Primavera” período para o qual “já temos muitas reservas de grupos portugueses”. Para já, afirmou, “estamos muito contentes com os israelitas e razoavelmente contentes com os portugueses”.

“Consolidar a rota para Lisboa” é agora o objectivo da companhia de bandeira israelita que no Verão, concretamente a partir de 28 de Maio, passará a ter cinco frequências por semana, mais três que as que opera actualmente. A rota passará assim a ser operada todos os dias da semana “excepto à sexta-feira e ao sábado”, adiantou o director-geral da EL AL para Espanha e Portugal.

Representada em Portugal pela ATR, a companhia israelita tem a partir de agora, e durante toda a época de Inverno, dois voos por semana entre Telavive e Lisboa, aos domingos e quartas-feiras, operados em aviões Boeing 737-800 e 737-900.

 

*Reportagem completa na próxima edição da revista Turisver