Emirates renova frota

A Emirates acaba de retirar os últimos A330 e A340 das suas rotas, substituindo-os por aviões A380 e Boeing 777.  A transportadora aérea prevê a suspensão gradual de cerca de 25 aviões ao longo de 2017 e 2018, a fim de assegurar que a frota operacional permaneça moderna e eficiente.

A retirada destes aviões é compensada pela introdução de novos aparelhos mais modernos, com reduzido impacto ambiental, melhor eficiência a nível de combustível e desempenho, e menores emissões de poluentes, fazendo com que a sua frota seja uma das mais jovens na sua indústria com uma idade média de 5,2 anos.

Em 2016, a Emirates recebeu 36 novos aviões (20 A380 e 16 Boeing 777). Isto também inclui a próxima geração de Boeing 777-300ER a ser entregue no decorrer deste mês, com assentos melhorados na classe executiva e outras características, incluindo uma menor taxa de combustível queimado.

A Emirates é actualmente a maior operadora dos aviões A380 e Boeing 777 com 85 aviões A380 e 160 Boeing 777 na sua frota. Dos 234 aviões, no valor de mais de 112 mil milhõesde dólares que a Emirates tem na sua lista de pedidos, 150 serão os novos Boeing 777X a ser entregues a partir de 2020. Estes aviões contarão com uma vasta oferta de comodidades, incluindo janelas maiores, um tecto mais alto e uma cabine mais larga, além de serem mais eficientes a nível de combustível, quando comparados com os aviões antigos.