ERT-RL alarga apoio e financiamento a operadores e projectos turísticos

A Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa alterou recentemente as condições de acesso ao Plano de Comercialização e Venda – PCV Mercado Interno 2020, com o objectivo de minimizar os impactos da pandemia.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira avança que a Entidade divulgou recentemente junto das Câmaras Municipais que a integram esta decisão, que representa um alargamento no âmbito deste programa de apoio e financiamento para operadores e projectos turísticos.

O objectivo é alargar a aplicação dos PCVs a todo o território da Região de Lisboa, com 18 municípios, e a todos os produtos a promover/comercializar no mercado interno alargado, concretamente Portugal e Espanha. A alteração representa também um maior apoio da ERT-RL/ATL e, consequentemente menor esforço financeiro por parte das empresas nos investimentos dos PCVs.

Assim, o financiamento assegurado pelas empresas reduz-se de 40% para 30%, e são retiradas todas as limitações relativamente a Pólos Turísticos e a Produtos Transversais, com as empresas a poder apresentar PCVs independentemente do território da Região de Lisboa onde tenham actividade e dos produtos a promover/comercializar.

O financiamento por grupos ou associações de empresas reduz também de 40% para 30%, e o financiamento assegurado por empresas individuais de 50% para 40%. Por outro lado, o montante de investimento assegurado por grupos ou associações de empresas aumenta de 30.000€ para 40.000€, e o assegurado por empresas individuais de 20.000€ para 30.000€.