Estratégia leva a resultados recorde na Bestravel

Na conferência de imprensa realizada no final da XV Convenção da Bestravel, Carlos Baptista, administrador da empresa, referiu que a rede cresceu 29% em volume de vendas e 22% em margem de lucros, com 2018 a ser considerado o melhor ano de sempre em termos de resultados.

Segundo o administrador da Gecontur, master franchising da Bestravel, os resultados alcançados em 2018 confirmam que a estratégia seguida de há uns anos a esta parte está a dar frutos. Tanto assim que, recordou o responsável, “hoje temos 49 agências, houve tempos em que a rede estava alargada a 74 agências e desde essa altura crescemos 64% do ponto de vista da produção média de cada loja. Ou seja, hoje temos menos agências, mas com melhores resultados”.

Em termos de vendas por destino, Carlos Baptista frisou que os Açores foram o destino que mais cresceu na rede, com quase o dobro das vendas registadas em 2017, um resultado que o responsável relaciona ao facto de a Convenção anual da Bestravel ter sido realizada, em 2018, na cidade de Ponta Delgada. Por isso conclui que “as Convenções têm um impacto bastante grande na rede e na promoção do próprio destino dentro da rede, o que potencia os resultados”.

Tunísia, Espanha e Cabo Verde foram outros destinos com crescimento assinalável na rede, mas o destino mais vendido continuou a ser Portugal, responsável por uma facturação superior a 9 milhões de euros, num crescimento acima dos 30% face a 2017.

“Empower the people” foi o tema da XV Convenção Bestravel que se realizou a semana passada na Madeira, concretamente de 31 de Janeiro a 3 de Fevereiro. Segundo Carlos Baptista, a escolha do tema prendeu-se com “as alterações de mercado que temos vindo a assistir”, e com a necessidade de reforçar a importância das pessoas no desenvolvimento da actividade das agências de viagens. “Os agentes estão no centro da nossa actividade enquanto Gecontur e tudo o que desenvolvemos é para os nossos franchisados”, afirmou.

Em conferência de imprensa, o responsável sublinhou que a rede quis este ano introduzir uma novidade na sua Convenção, tendo por isso aberto o evento com dois painéis sobre “Outras Realidades da Distribuição” e “O Futuro da Aviação”, com o objectivo de gerar uma reflexão sobre “a mudança de paradigma que está a ocorrer na distribuição” com a entrada de novos players no mercado como, por exemplo, a Google.

A tecnologia é, segundo Carlos Baptista, algo muito importante e a Bestravel vai apostar nela no ano que agora se inicia, munindo os agentes de viagens das ferramentas de que necessitam no sentido de melhorarem a sua capacidade de resposta aos clientes bem como o serviço prestado. “Mais do que um foco no preço, tem que haver um foco no serviço e na atenção ao cliente”, afirmou.

*Leia a reportagem na próxima edição da Turisver.