Etihad quer criar com a TUI gigante do turismo na Europa

A Etihad, com sede em Abu Dhabi, e interesses europeus na Alitalia, Air Berlin, Air Sérvia, e Darwin Airline, recebeu aprovação do seu conselho de administração para criar uma joint venture com o grupo britânico-alemão TUI.

Se a companhia aérea obtiver aprovação das autoridades europeias, a joint venture, com sede em Viena, terá uma frota de 60 aeronaves e 150 milhões de lugares por ano e assegurará ligações ponto a ponto para destinos turísticos na Europa.

Para criar esta joint venture, a Etihad vai adquirir 49,8% da companhia aérea Niki à sua filial Air Berlim, que irá servir de concha para a futura empresa comum. Após esta operação, que trará 300 milhões de euros à Air Berlin, a Etihad terá 25% da joint venture e a TUI Group 24,8%. Os restantes 50,2% serão geridos pela fundação Niki Privatstiftung.Este novo player do turismo deverá estar operacional em Abril de 2017, com voos a partir de Alemanha, Áustria e Suíça para as Ilhas Baleares, Ilhas Canárias, Espanha e Grécia.Refira-se que a TUI possui seis companhias aéreas que representam uma frota de 136 aeronaves servindo 180 destinos, bem como 300 hotéis e 14 navios de cruzeiro. Por seu lado, Etihad tem participação em sete companhias aéreas, incluindo várias em dificuldades. Além Air Berlin, a Alitalia continua a registar perdas. Há dez dias terá sido anunciado um plano de reestruturação envolvendo a eliminação de 2000 postos de trabalho e redução das rotas domésticas e regionais deficitárias.