euroAtlantic airways revela lucros de 7,2M€ em 2015

A euroAtlantic airways (EAA) terminou o exercício de 2015 com um EBITDA de 17,5 milhões de euros, enquanto os resultados antes de impostos atingiram os 9,059 milhões de euros, e os resultados líquidos de 7,2 milhões de euros, revelando um crescimento de 42% face ao exercício anterior.

Estes resultados vêm na sequência do crescimento de mais de 36% registado de  2013 para 2014, “resultantes dos bons desempenhos operacionais, financeiros e comerciais”, indica a companhia aérea, em comunicado.

A euroAtlantic airways exportou em serviços cerca de 92% das horas voadas em 2015 no mesmo exercício em que estabilizou a implementação de voos regulares para a Guiné-Bissau.

O fundador e presidente do Conselho de Administração da companhia aérea, Tomáz Metello, referindo-se aos números auditados, afirmou, “para a EAA o último ano fiscal foi excelente, pois quando notávamos sinais de um aumento da procura no tráfego mundial de passageiros tomámos a decisão estratégica de responder a esta procura, operando 11 aviões diferentes, renovámos parte da frota wide body (três Boeing B767-300ER) e aumentámos o quadro dos recursos humanos, 442 colaboradores, altamente qualificados, contra os 380 do ano homólogo”.

No último ano, a EAA tomou ainda outras decisões estratégicas que passam, segundo Tomáz Metello por “acordar com a empresa locadora de três dos nossos equipamentos a renovação integral do interior das cabines de três dos nossos Boeing B767-300ER  (15 milhões de euros), novas cadeiras e nova oferta de entretimento a bordo, com o mais avançado software disponível no mercado”.