Europa com mais de seis milhões de cruzeiristas em 2013

Segundo dados tornados públicos na passada semana pela CLIA – Cruise Lines International Association, em 2013 a indústria europeia de cruzeiros bateu um novo recorde, com o número de passageiros europeus a ultrapassar os seis milhões. Ao todo foram 6,4 milhões os europeus que realizaram cruzeiros em 2013, num aumento de 43% face a 2008 (média superior a 7% ao ano), quando a crise começou na Europa, com a industria de cruzeiros a ser responsável, anualmente, por 327 mil empregos e 37,9 mil milhões de euros de benefícios económicos. Apesar da conjuntura económica que afectou toda a Europa, os últimos cinco anos foram de crescimento continuado, e o mesmo está previsto que aconteça no próximo quinquénio, com a Itália, que nos últimos anos tinha ficado um pouco para trás, a conseguir retornar ao crescimento em 2013, com um aumento de 4%. Também à imagem dos últimos anos, quase quatro em cada cinco europeus escolheu os itinerários na Europa, com destaque para o Mediterrâneo que acolheu mais de 3,5 milhões de cruzeiristas europeus. Em 2013, a industria europeia de cruzeiros foi liderada pelos britânicos, com mais de 1,7 milhões de passageiros, seguindo-se os alemães, com um aumento de 9% face ao ano anterior, o mesmo crescimento verificado no mercado francês que está agora em quarto lugar. A Itália conseguiu recuperar dos resultados menos bons de anos anteriores, e viu o mercado crescer em 4% para 869 mil passageiros, mantendo o terceiro lugar do ranking. Já o mercado espanhol perdeu 18% dos seus cruzeiristas, devido às dificuldades económicas por que passa o país. Para 2014, a CLIA prevê que a indústria de cruzeiros cresça 3,7% na Europa. M.F.