Europa lidera esforços de reabertura da actividade turística

O mais recente relatório da Organização Mundial do Turismo mostra que as restrições às viagens implementadas pelos estados em resposta à pandemia começam a ser levantadas, com 22% dos destinos mundiais a já o ter feito, em especial os europeus.

A última análise da agência especializadas das Nações Unidas, apresentada na quinta edição do relatório “Covid-19 Related Travel Restrictions: A Global Review for Tourism”, mostra uma lenta reabertura do sector turístico, significativamente mais pronunciada em algumas regiões. “A reabertura do turismo tem uma importância vital, como meio de subsistência, para negócios e para economias nacionais”, atesta Zurab Pololikashvili, secretário-geral da OMT”.

O responsável avança que este aligeirar de restrições e proibições de viagens “está a ser feito de uma forma responsável”, mas que “a crise ainda não acabou”. Assim, “a OMT continua a trabalhar em conjunto com os Estados-Membros à volta do mundo para mitigar o impacto da pandemia e garantir que, quando for a altura certa, o turismo pode ajudar a alavancar uma recuperação responsável e sustentável”.

De acordo com o relatório, a 15 de Junho, 22% dos destinos (48 destinos) tinham levantado as restrições a viagens internacionais, comparativamente aos 3% (7 destinos) verificados a 18 de Maio. Do total, 37 são destinos europeus (incluindo 24 dos 26 Estados da Zona Schengen), seis são americanos (incluindo cinco pequenos estados insulares em desenvolvimento), três destinos são da Ásia-Pacífico e outros dois são africanos.

O relatório mostra, também, que diversos destinos mantém uma abordagem cautelosa ao levantamento de restrições. A 15 de Junho, 24% dos destinos mundiais (51 destinos) tinham restrições implementadas há 19 semanas, e 37% (80 destinos) há 15 semanas. No total, são 141 os destinos (65%) que permanecem com as suas fronteiras totalmente fechadas ao turismo. Na Europa a percentagem de destinos que permanece com fronteiras fechadas fixa-se nos 26%.

A quinta edição do relatório “Covid-19 Related Travel Restrictions: A Global Review for Tourism”, publicada a 23 de Junho, está disponível para consulta [aqui].