Évora acolhe Conferência Internacional sobre Dieta Mediterrânea e Gastronomia

Nos dias 15 e 16 de Outubro, a Universidade de Évora recebe uma conferência internacional sobre Dieta Mediterrânea e Gastronomia. Ligar a inovação, sustentabilidade e saúde é a temática central desta iniciativa.

Este evento, que reúne especialistas de diferentes áreas científicas, pretende ser o palco para discussão acerca dos benefícios que a Dieta Mediterrânica tem do ponto de vista da saúde e da sustentabilidade, bem como acerca do modo como as inovações gastronómicas constituem uma ferramenta fundamental para a promoção deste tipo de dieta.

A Dieta Mediterrânea, classificada pela UNESCO, em 2010, como Património Cultural e Imaterial da Humanidade, reúne gastronomia, tradição, cultura e saúde, contribuindo activamente para o desenvolvimento dos territórios rurais. É característica dos países que se localizam na bacia do Mar Mediterrâneo, sendo um elemento da identidade cultural destes países. Apesar de Portugal não ser banhado pelo Mediterrâneo, partilha muitos destes traços e a alimentação tradicional tem as mesmas características.

A Dieta Mediterrânea caracteriza-se do ponto de vista alimentar pelo consumo de produtos frescos, produzidos localmente, de acordo com as estações do ano. Os principais aspectos desta dieta consistem no consumo de azeite, legumes, cereais não refinados, frutas e vegetais, peixe, lacticínios (queijo e iogurte na sua maior parte) e vinho.