Fernando Medina: turismo em Lisboa está a entrar “numa nova fase”

A afirmação foi proferida esta quinta-feira pelo presidente do Turismo de Lisboa, Fernando Medina, na tomada de posse dos novos corpos sociais do organismo. Na sua intervenção, Medina deixaria claro que a cidade está a entrar numa fase de crescimentos mais baixos, mas que pode continuar a crescer significativamente em valor.

Na sua intervenção, o presidente do Turismo de Lisboa deixaria claro que este novo mandato à frente da ATL “vai ficar certamente marcado pela necessidade de darmos resposta à nova fase do turismo na cidade e na região em que se encontra”. Uma nova fase em que, alertou, “não vão continuar a existir crescimentos a dois dígitos” mas em que será “possível ter, nos próximos anos, crescimentos significativos do valor per capita”.

Para isso, no entanto, há que ultrapassar constrangimentos, nomeadamente o aeroportuário, e prosseguir uma estratégia de valorização da oferta para o que estão em curso vários projectos alicerçados nas verbas provenientes da taxa turística, como a conclusão do Palácio da Ajuda, da requalificação da frente ribeirinha. Indispensável será também afirmou, continuar a estreitar a ligação de Lisboa à região em que se insere para que se alarguem as zonas de influência turística, e também a ligação da capital aos produtos nacionais.

Para Fernando Medina, em termos do território nacional “a lógica de competição começa a estar ultrapassada” porque “quem nos procura exige um conjunto de respostas que a cidade, só por si, não pode dar” e também porque “não estamos a competir para dividirmos o pequeno por uns quantos, estamos a competir pelo grande mercado global e temos que ser capazes de nos organizar”.

O turismo na cidade de Lisboa, sublinhou ainda, “vai depender cada vez mais da capacidade de nos complementarmos” com produtos que existem dentro da região de Lisboa ou mesmo fora da própria região.

Eleitos a 29 de Abril, os novos corpos sociais da ATL para o triénio 2019-2021 integram representantes das Câmaras Municipais de Lisboa, Cascais, Sintra, Mafra e Loures; a ERT da Região de Lisboa; AHP, AHRESP, APAVT e UACS; a ANA-Aeroportos de Portugal, a TAP, a AVIS Budget Group e a Barraqueiro Transportes; o Centro Nacional de Cultura, o Centro Cultural de Belém, o NewsMuseum e a Everything is New; a Pousada de Lisboa, o EPIC Sana Hotel e o Hotel Quinta da Marinha; a Lisboa FCE – Feiras, Congressos e Eventos e o Clube Campo da Aroeira.

A Direcção é liderada pela Câmara Municipal de Lisboa, representada pelo presidente Fernando Medina, e inclui a ANA – Aeroportos de Portugal, representada por José Luís Arnaut; e o EPIC Sana, representado por Paulo Monge, no cargo de presidente do Convention Bureau. A Comissão Executiva desta Direcção é composta pelo presidente, pelo presidente Adjunto e pelo director-geral e presidente da ERT da Região de Lisboa, Vitor Costa.

A Mesa da Assembleia Geral é encabeçada pelo Centro Nacional de Cultura, representado pela presidente da instituição, Maria Calado e o Conselho Fiscal é liderado pela Pousada de Lisboa, representada pelo administrador do Pestana Hotel Group, Luís Castanheira Lopes.