Festival de Turismo de Gramado: Festuris não vai “esconder-se atrás da crise”

Esta foi a ideia mais vincada por Marta Rossi, uma das organizadoras do Festuris na sessão solene de abertura do evento que decorreu na noite desta quinta-feira na cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, Brasil. O Festival, que vai já na sua 27ª edição, decorre até domingo.

Crise foi uma das palavras que se ouviu várias vezes na sessão, mas o que também foi acentuado foi a crença na capacidade do turismo para a ultrapassar. “A crise atingiu o turismo” afirmou Marta Rossi, frisando que para a ultrapassar “há que olhar o mercado” e “tirar o proveito do que ele oferece”.

Sublinhando que as crises também “fortalecem”, a organizadora do Festuris disse que este foi “um ano difícil” mas que isso não fez esquecer a organização do Festuris daqueles que são os seus objectivos”. Também por isso pediu ao poder político que apoiasse o sector porque, acentuou, “é preciso investimento e promoção para chegar aos mercados”.

A organização do Festuris, sublinhou ainda a responsável, está “olhando para o horizonte porque sabemos que as crises passam. Temos cuidado para gerenciar os negócios neste momento mas sabemos que vamos comemorar o sucesso após mais esta edição. Não vamos nos esconder atrás da palavra crise”‘ prometeu a responsável.

Considerada a maior feira da América Latina em volume de negócios, o Festuris espera receber 14 mil visitantes até domingo. Presentes na feira estão 2.500 expositores em 410 stands.

*O Turisver.com está em Gramado a convite do Festuris e da TAP.