“Fórum Sem Espinhas” debate Economia do Mar e Turismo em Espinho

A cidade de Espinho é o palco escolhido para receber a primeira edição do “Fórum Sem Espinhas”, a 1 de Junho. Um evento que pretende abrir portas à reflexão e discussão sobre a Economia do Mar e o Turismo.

Esta que é a segunda iniciativa do projecto “Sem Espinhas 2019” é promovida pela Autarquia local e terá lugar no Museu FACE e na Antiga Lota de Espinho, contando com diversos especialistas, experiências gastronómicas, mercado de produtos, showcookings com reputados Chefs nacionais, street food e um “bengaleiro de peixe”.

O “Fórum Sem Espinhas” arranca às 9 horas, na praia do Bairro Piscatório, com a chegada das Companhas e o tradicional puxar das redes na praia. Ali, será servido pelas varinas da associação “O Mar é Nosso”, de Espinho, um pequeno-almoço típico dos pescadores.

Às 10 horas, no Museu FACE inicia-se um debate com a presença de vários especialistas nacionais e internacionais, que constituirá um espaço de reflexão e discussão quer sobre a sustentabilidade e o futuro do mar, quer sobre a ligação entre a economia e o turismo ligado à temática do Mar.

António José Correia, do Fórum Oceano, é o primeiro interveniente que abordará o tema “Economia e o Turismo do Mar: como é que um território se pode posicionar”, seguindo-se Isabel Tato, da Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe, que falará sobre a “Inovação nas Conservas”.

Antes do intervalo, a Chef Patrícia Borges apresentará o seu trabalho à volta da sustentabilidade dos recursos marinhos, nomeadamente da Cavala, uma espécie sustentável que privilegia nas suas receitas, as quais terá oportunidade de partilhar durante a tarde num showcooking.

Segue-se um debate sobre “Os territórios e o futuro do Mar”, que contará ainda com a presença de Adolfo Neira Lamas, consultor da “Estrategia y Organización AS, Galiza”, de Helena Cardoso, da Doca Pesca, e de Rui Azevedo, do Fórum Oceano.

Durante a tarde, na Lota de Espinho, decorrem cinco showcookings, onde será possível provar as mais diversas iguarias inspiradas no Mar de Espinho, com a mestria e os sabores da cozinha portuguesa.
A partir das 14h30 será a vez de vários Chefs apresentarem receitas e explicações das mais diversas espécies de peixes.

Em paralelo a este programa decorre durante todo o dia, na lota, um mercado de produtos frescos e salgados, que contará com marcas como a BioHabitus, Frioleiras, BioBraga, Alves & Ribeiro, Alga Plus e Horta da Ria,Tasting Design, ANICP, Brasmar e ProChef.

Para além de uma sessão de demonstração de redes, onde os pescadores ensinarão a ancestral arte de fazer redes, a lota terá um “bengaleiro de peixe”, onde os participantes podem deixar o seu pescado para que, no decorrer do dia, mantenha a sua frescura e seja amanhado pelas mãos experientes de quem sabe. Haverá ainda um espaço de street food, com a presença da Vernazza (café), Quim da Granja On The Road (gastronomia) e Artiframi (gelados).

Os lugares são limitados e sujeitos a inscrição. O bilhete tem um custo de 15 euros e pode ser adquirido em www.semespinhas.espinho.pt