França garante financiamento de 7.000M€ à Air France

O Grupo Air France-KLM e a Air France garantiram recentemente um financiamento de sete mil milhões de euros por parte do Governo francês para ajudar a companhia aérea e o grupo de aviação a superar a crise provocada pela pandemia Covid-19, e para começar a preparar o futuro.

Desde o início de Abril que o grupo afirma que, dado o impacto da crise de Covid-19, e independentemente das medidas adoptadas com o intuito de preservar liquidez, previa que na ausência de financiamento adicional necessitaria de uma injecção de capital no terceiro trimestre de 2020. Após diversas conversações com os governos dos Países Baixos e França e instituições bancárias, o grupo conseguiu finalizar vários componentes de um mecanismo de apoio.

Relativamente à companhia aérea Air France, a França garante um empréstimo estatal no valor de quatro mil milhões de euros, assegurado por um sindicato de seis bancos. O Governo está a garantir este empréstimo a 90%, com vencimento a 12 meses, com duas opções de extensão de um ano consecutivas exercíveis pela Air France-KLM. Assegura, ainda, um empréstimo directo de accionista de três mil milhões de euros, com vencimento a quatro anos e duas opções consecutivas de extensão de um ano.

Este mecanismo, ainda sujeito a aprovação pela Comissão Europeia, vai permitir ao grupo de aviação oferecer à Air France os meios necessários para cumprir as suas obrigações e continuar a transformação para a adaptação à nova realidade de um dos sectores mais fortemente impactados pela crise. Por outro lado, o Governo dos Países Baixos demonstrou também interesse em apoio o grupo, neste caso a companhia aérea neerlandesa, KLM. Os aspectos e condições deste apoio estão ainda a ser discutidos.

O plano de transformação da Air France, que será finalizado nos próximos meses, vai incluir compromissos económicos, financeiros e ambientais. Pretende rever e adaptar as actividades da companhia à nova realidade de mercado, reforçando a sua situação financeira. Conterá, também, um ambicioso guia ambiental que pretende acelerar a transição para a sustentabilidade. Este plano, juntamente com o apoio financeiro agora assegurado, “vai permitir que sobrevivamos a esta crise e encaremos o futuro da Air France-KLM com ambição e determinação”, explica Benjamin Smith, CEO do grupo.