Fundação ADFP abre sexta-feira hotel no Parque Biológico da Serra da Lousã

A Fundação ADFP abre esta sexta-feira um hotel de 4 estrelas no Parque Biológico da Serra da Lousã, unidade que quer proporcionar aos hóspedes uma grande variedade de experiências únicas, associando sempre a educação ambiental e a paixão pela natureza aos valores e tradições culturais da região, refere a entidade proprietária.

O hotel nasce para dotar a zona verde da Quinta da Paiva com um equipamento turístico que fomente a fixação do turista, convidando-o não só a uma visita ao concelho, ao seu património cultural, arquitectónico e natural, assim como a toda a região Centro e às potenciais rotas turísticas intermunicipais, marcadas pela arquitectura religiosa, gastronomia e pela interpretação ambiental de turismo da natureza e das aldeias do xisto.

Localizado no concelho de Miranda do Corvo, o Hotel Parque Serra da Lousã está próximo de vários circuitos pedestres e de BTT, ao mesmo tempo que está estrategicamente colocado em rotas de património e turismo de natureza, como é o caso da Rede de Aldeias do Xisto.

O Hotel Parque Serra da Lousã tem como mote os Deuses da mitologia greco-romana uma forma de fazer uma ponte ao Templo Ecuménico que está a ser construído junto do Parque Biológico Serra da Lousã (maior colecção de animais selvagens portuguesa), centrando-se entre a paixão pela natureza e a espiritualidade. Face à singularidade do sítio, pretendeu-se que o hotel fosse aberto à paisagem e tivesse vistas privilegiadas quer a Norte (a garganta conformada pela serra, o leito do rio e o moinho de água) quer a Sul (o horizonte e a vista para a serra).

O novo quatro estrelas oferece 40 quartos (29 twins, 8 duplos, 3 suites), dos quais 9 têm as comodidades necessárias para pessoas com mobilidade condicionada, todos equipados com cofre, minibar, tv, música, ar condicionado, hi-fi grátis, ar condicionado e varanda e na casa de banho, secador de cabelo e espelho de aumento. Com intenção de proporcionar estadias para famílias, disponibiliza quartos comunicantes.

O hotel dispõe ainda de piscina interior, Spa com sala de massagens, sauna, jacuzzi, banho turco, hidromassagem, zona de relaxamento e ginásio, um campo de ténis, um campo de squash. Integrando o parque de lazer público existe um campo de areia, um mini campo de relva sintética e um pequeno circuito de manutenção com acesso a piscina exterior ao ar livre e próximo de  parque infantil.

Os pequenos-almoços são servidos no Restaurante Dionísio do hotel e as refeições no Restaurante Museu da Chanfana com uma cozinha tradicional portuguesa e um ambiente acolhedor. No Baco Bar os clientes poderão disfrutar de bebidas e refeições ligeiras com acesso a jogos, pequena biblioteca e esplanada.

A sua sala de reuniões tem capacidade para 90 lugares em plateia e está equipada com as mais modernas tecnologias.

A Fundação ADFP, proprietária do hotel, é uma instituição de solidariedade social, sem fins lucrativos, criada em 1987 e sediada em Miranda do Corvo.