Gestão da TAP reconhecida pelos “The Airline Strategy Awards”

Nos “The Airline Strategy Awards” da Airline Business a TAP foi distinguida pelos resultados até agora alcançados com crescimento superior a três milhões de passageiros por ano desde a privatização.

Foi David Neeleman, accionista e administrador da companhia que, nome da TAP, recebeu em Londres o prémio na categoria “Finanças”.

Acompanhado por Trey Urbhan, Chief Strategy Officer da TAP, David Neeleman considerou que “os que verdadeiramente merecem este prémio são os trabalhadores. Eles são a chave do sucesso da TAP e deste importante reconhecimento internacional, que muito nos honra e ainda mais nos motiva para os importantes desafios que continuamos a enfrentar.”

Com a atribuição deste galardão à TAP, o painel de especialistas mundiais do negócio da aviação que constituem o júri dos prémios da Airline Business destaca a importância do investimento de 348 milhões de euros realizados pela Atlantic Gateway na TAP e a forma como este contribuiu para que a companhia conseguisse inverter os resultados negativos, esteja a registar um forte aumento no número de passageiros transportados, a apostar no crescimento em novos mercados e na modernização da sua frota.

“Com a nova estrutura, a TAP aumentou a sua quota de mercado nas ligações entre Lisboa e a Europa continental, de 38% para 48%, e consolidou também a sua posição de liderança no Atlântico Sul, criando mais de 500 combinações diferentes origem-destino entre o Brasil e a Europa”, destaca o júri dos prémios na nota oficial em que fundamenta a atribuição do prémio

Os especialistas referem ainda, entre outros aspectos, o plano de modernização da frota da TAP, com a encomenda inicial de 53 novos aviões à Airbus, a que já foram adicionados mais 18, totalizando 71 novas aeronaves, ou os planos de crescimento e expansão apresentados por David Neeleman para o mercado norte-americano, que  já é o terceiro mais importante para a TAP em termos de negócio, quando antes ocupava a nona posição entre as regiões servidas pela transportadora.

Refira-se que em 2017, o Grupo TAP teve lucros de 21,1 milhões de euros, invertendo perdas de 27,7 milhões em 2016.