Governo lança linha de crédito de 60M€ para microempresas do turismo

O Governo anunciou uma linha de crédito específica no valor de 60 milhões de euros para fazer face às dificuldades que o surto de coronavírus está a colocar às microempresas do sector do turismo. Esta linha de crédito soma-se à já lançada para apoio à tesouraria das empresas, no valor de 200 milhões de euros.

A actividade económica do turismo está a ser uma das mais afectadas pela pandemia do novo coronavírus. Por isso, e devido às características muito específicas de um sector que é formado por muitas microempresas, o governo decidiu somar, à linha de apoio à tesouraria das empresas [aberta a todo o tecido empresarial de micro, pequenas e médias empresas] uma linha específica para apoiar as microempresas do turismo, uma medida que tinha já sido pedida pelo sector.

A medida foi anunciada na madrugada desta sexta-feira, no final do Conselho de Ministros, por Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, que considerou que “a falta de liquidez será o maior problema” das empresas, que por isso precisam de “acesso a meios de financiamento”.

Esta linha de crédito específica visa ajudar as microempresas que estão a ser afectadas pela quebra de reservas e pelos cancelamentos de reservas efectuadas, tanto para a Páscoa como já também para o Verão. “O que podemos fazer é colocar dinheiro na caixa das empresas por forma a preservarem a sua capacidade produtiva”, declarou o ministro.

Recorde-se que na passada terça-feira, associações e empresas do sector do turismo tinham-se reunido com a Tutela e tinham pedido medidas específicas para apoio às empresas do sector. A prorrogação do banco de horas individual, que de acordo com a legislação deveria acabar em Outubro foi outra das medidas pedidas pelas associações do sector.