Governo prevê recuperação de 40% das rotas aéreas em Julho

Rita Marques afirma que existem perspectivas positivas relativamente à retoma do tráfego aéreo de e para Portugal. Segundo a secretária de Estado do Turismo, será possível em Julho “recuperar 40% das rotas aéreas” face a período homólogo de 2019.

A governante avançou ter “a perspectiva de recuperar até 60% comparativamente ao mesmo mês do ano anterior”, asseverando que o Programa de Estabilização Económica e Social “é muito claro” sobre o programa de apoio à retoma aérea, prevendo um reforço de 20 milhões de euros para além dos 10 milhões anteriormente definidos.

Segundo Rita Marques, o Governo tem sensibilizado “os vários países para não adoptarem uma visão simplista no que toca à identificação dos países com maior risco”, sendo que “são várias as variáveis que devem ser tidas na equação”. Juntamente com a Comissão Europeia, Portugal tem vindo a advogar “três grandes princípios”, o não privilegiar da quarentena mas sim do controlo na origem, privilegiando também “sempre a livre circulação no Espaço Schengen”.

A secretária de Estado, que falava esta terça-feira na Comissão Parlamentar de Economia e Finanças, no âmbito de uma audição dos secretários de Estado da área da Economia e da Transição Digital sobre o Orçamento Suplementar para 2020, salientou, ainda, “que a mensagem de confiança deve ser o nosso principal activo”.