Grécia abre portas ao turismo internacional a 1 de Julho

A Grécia, que marcou para 15 de Junho a abertura da época turística, deverá começar a receber turistas internacionais a partir de 1 de Julho e de forma faseada, abrindo “portas” primeiro aos países menos afectados pela pandemia.

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis. Numa intervenção televisiva, o governante apontou que a “ estação turística começará a 15 de Junho quando os hotéis puderem reabrir e os voos directos com o estrangeiro retomam progressivamente a partir de 1 de Julho”, sublinhando que “a nossa arma será o passaporte de segurança, de credibilidade e de saúde obtido pelo nosso país”.

Depois de uma fase de reabertura que será direccionada ao turismo interno, o país irá começar a receber mercados estrangeiros “à medida que a abertura de voos internacionais o permitir”. Por enquanto ainda não são conhecidos quais os países abrangidos mas o Governo tenciona anunciar uma lista de permissão a 31 de Maio, dela devendo fazer parte aqueles que foram menos atingidos pela pandemia, o que poderá excluir o Reino Unido.

Na sua intervenção, o primeiro-ministro grego anunciou também uma redução do IVA no preço de todos os transportes públicos (de 24 para 13%), e de 40% durante este Verão para os proprietários de hotéis e restaurantes.