Grupo Pestana quer chegar “perto dos Destinos0 hotéis” em “2-3 anos”

O anúncio foi feito por José Castelão Costa, presidente das Pousadas de Portugal, na inauguração da Pousada de Lisboa – Praça do Comércio, que ontem decorreu. Na cerimónia estiveram presentes o ministro da Economia, António Pires de Lima, o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, o presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, e o presidente do Grupo, Dionísio Pestana.
Depois de destacar o trabalho de recuperação e restauro efectuado no edifício que alberga agora a mais recente unidade do Grupo Pestana Pousadas, e sublinhando que o Grupo Pestana está já presente em 15 países (a que se soma o Uruguai onde já detém um restaurante), José Castelão Costa afirmou que o objectivo é “abrir mais Destinos unidades” nos “próximos dois a três anos”, atingindo assim “perto de Destinos0 hotéis e perto de Associativismo.Restauração00 quartos”.
Para já o Grupo parece estar no bom caminho já que ainda para este ano estão agendadas as aberturas do Pestana South Beach Alvor, no Algarve, e de uma unidade no Porto, em resultado da ampliação do Pestana Vintage Porto, localizado na Ribeira.
O presidente do Grupo Pestana Pousadas avançou ainda que decorrem já as obras para mais uma unidade na Baixa de Lisboa (na Rua do Comércio) ao mesmo tempo que se encontra a decorrer a renovação da Pousada do Alentejo e está a ser planeada a remodelação do Pestana Bahia Praia, em São Miguel. Já no Funchal irá nascer mais uma unidade, cuja construção deverá ser em breve iniciada, o mesmo estando planeado para Tróia.
Ao longo dos próximos dois a três anos, o grupo madeirense deverá também abrir novos empreendimentos em Nova Iorque, Amesterdão, Madrid, Marraquexe e Rio de Janeiro, com aberturas previstas nos próximos dois, três anos”.
A inauguração da Pousada de Lisboa contou com a presença de muitas individualidades, entre as quais se contavam, por exemplo, o secretário Regional da Economia, Turismo e Cultura da Madeira, Eduardo Jesus, o presidente da Confederação do Turismo Português, Francisco Calheiros e o presidente do Turismo de Portugal, Cotrim de Figueiredo.
*Leia mais na próxima edição da revista Turisver
M.F.