Grupo SATA com prejuízos de 20,84 milhões de euros

No primeiro trimestre de 2019 o Grupo SATA registou prejuízos de 20,84 milhões de euros, em concreto um prejuízo de 16,85 milhões de euros para a Azores Airlines e de 3,99 milhões de euros para a SATA Air Açores.

Os números são avançado pela agência Lusa, que teve acesso a informações enviadas pelo Governo Regional à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores. Os novos dados revelam prejuízos superiores ao período igual de 2018, em que as perdas reportadas foram de 14,5 milhões de euros para a Azores Airlines, e de 708.000€ para a SATA Air Açores.

O grupo fechou o ano que passou com um prejuízo de 53,3 milhões de euros, e o de 2017 com perdas de 12,3 milhões de euros. O objectivo para 2019 seria, segundo António Teixeira, presidente do grupo, reduzir em metade os prejuízos das companhias aéreas. Em Abril, na apresentação dos resultados de 2018, o dirigente afirmava que “vai ser um ano de 2019 difícil, com algumas vicissitudes que teremos de enfrentar e resolver”.

Segundo a agência de notícias, na sexta-feira, 5 de Julho, a secretária regional com a tutela dos Transportes do Governo dos Açores, Ana Cunha, afirmava confiar “absolutamente” na administração da SATA, apesar dos resultados terem ficado “aquém” do desejado. “Creio convictamente que o conselho de administração (da SATA) tomará as medidas que entende necessárias e adequadas” para atingir os objectivos a que se propôs.

Por outro lado, António Vasco Viveiros, deputado do PSD Açores, numa nota enviada à imprensa considera que os resultados são “perturbadores e mostram que as contas da SATA estão absolutamente desgovernadas”, para acrescentar que “o objectivo de reduzir os prejuízos para metade em 2019 está seriamente comprometido, bem como a sobrevivência da companhia aérea”.