Grupo Vila Galé inaugurou segunda unidade no Alentejo

A escassos dois minutos do centro da cidade que é Património Mundial da Humanidade, foi inaugurado no sábado, 25 de Abril, o Vila Galé Évora, um investimento de 15 milhões de euros. A inauguração do 26º hotel do grupo contou com a presença do secretário de Estado do Turismo, do presidente da ERT Alentejo e Ribatejo e do presidente da autarquia.
O Vila Galé Évora, que reforça a presença do grupo no Alentejo, onde já detém uma unidade em Beja, o Vila Galé Clube de Campo, resultou de um investimento de 15 milhões de euros numa obra que foi concluída no tempo “recorde” de um ano, como sublinhou, na inauguração, o presidente do Grupo, Jorge Rebelo de Almeida, frisando que “demorou mais tempo a aprovar o projecto” do que a realizar a obra. Uma situação que levou o responsável a tecer algumas críticas aos processos burocráticos que continuam a entravar novos investimentos. “Temos mais um projecto para Beja que anda enrolado”, disse.
Mas apesar dos problemas e das burocracias, Jorge Rebelo de Almeida mantém que “na Vila Galé temos um prazer imenso em fazer coisas” e desafia mesmo: “se as pessoas soubessem o prazer que dá fazer coisas, gerar empregos, de certeza que fariam muito mais”. Até porque “Portugal é um país maravilhoso para se investir” e “o país precisa de continuar a apostar no turismo”, como precisa também de “apostar na formação” porque “a hotelaria em Portugal evoluiu muito nos últimos anos”, estando agora “num patamar muito elevado” em termos qualitativos.
Num dia em que se comemoravam 41 anos sobre a revolução de Abril, o secretário de Estado do Turismo falou de liberdade para dizer que “liberdade é aquilo que os empresários mais precisam” para realizarem os seus investimentos e com eles corresponderem aos desejos do mercado.
Adolfo Mesquita Nunes deixaria um agradecimento aos empresários por, mesmo em tempos difíceis, não terem deixado de apostar no nosso país, um agradecimento “reforçado por apostarem em Portugal como um todo”. E também deixaria um pedido de desculpas pelo facto de o governo nem sempre conseguir dar resposta atempada ao que os empresários querem”.
Já o presidente da ERT do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, sublinhou que a chegada do grupo Vila Galé a Évora, com aquela que é a sua segunda unidade em terras alentejanas “não é uma situação de concorrência” mas sim “uma mais-valia para a região” porque cada vez que o grupo hoteleiro se promover no exterior “vai levar o Alentejo na mala”.
Por seu turno, o presidente da Câmara de Évora sublinhou que o Vila Galé Évora é “um investimento que pode contribuir para o desenvolvimento da região” e que “o Grupo Vila Galé valoriza Évora e Évora valoriza o Grupo”.
Com muitos aportamentos de arte equestre e tendo o cinza-prata como cor dominante, o Vila Galé Évora conta com 1Restauração5 quartos, dois restaurantes, dois bares, quatro salas de eventos, piscinas (exterior e interior) ginásio e SPA.
O Turisver.com acompanhou a inauguração a convite da Vila Galé.
M.F.