Holanda inicia o ano com rebranding para Países Baixos

Em 2020, a Holanda deixa de ser Holanda. O país investiu 200.000 euros no rebranding para Países Baixos, a sua nova designação oficial, numa mudança que pretende dar ao destino uma nova imagem.

O país europeu há muito que é conhecido pelas duas designações, algo que o governo local quer alterar este ano de 2020, passando a ser reconhecida apenas a designação Países Baixos, ou The Netherlands em inglês.

Como parte da campanha de rebranding, para além da alteração do nome, será também alterado o site de turismo oficial do país, de momento holland.com. As empresas, embaixadas, ministérios, municípios e universidades terão também de utilizar obrigatoriamente o nome Países Baixos a partir deste mês de Janeiro.

O Governo vai ainda alterar o logótipo internacional utilizado pelas agências turísticas, que passa a conter os símbolos NL, abreviatura de Netherlands, e uma túlipa laranja seguida da palavra Netherlands. Actualmente o símbolo conta com a túlipa laranja seguida da palavra Holland.

O objectivo é renovar a imagem internacional do país e atrair um turismo mais sustentável. A mudança de nome pretende melhor representar a sua oferta, sendo que o termo “Holanda” se refere apenas a duas das 12 regiões que encerra, em concreto Holanda do Sul e Holanda do Norte, onde se encontram duas das maiores cidades do país, Amesterdão e Roterdão.

A campanha de rebranding pretende acabar com o elevado números de visitantes em voos low cost que chegam, particularmente, a Amesterdão e promover um turismo mais sustentável, promovendo o resto do país. Vem em linha com outras medidas que vêm sendo tomadas na capital neerlandesa, que pretendem aliviar o número de turistas que a visita.

Amesterdão tem registado aumentos consecutivos no número de turistas que a visitam, esperando-se que chegue aos 29 mil milhões em 2030, muito superior aos 800.000 habitantes da cidade. Assim, uma das medidas tomadas foi a proibição de tours ao Red Light Distrisct, bem como a proibição da construção de novos estabelecimentos para turistas nesta área.