Hotelaria de Lisboa sobe em todos os indicadores em Março

O Observatório do Turismo de Lisboa indica que em Março todos os indicadores da hotelaria subiram na capital. Quanto à região de Lisboa só as unidades de cinco estrelas tiveram uma quebra de ocupação por quarto.

A ocupação média por quarto na cidade de Lisboa atingiu os 71,35%, sendo que as unidades de três estrelas registarem o maior valor, situando-se nos 75,31%, seguidas das de quatro estrelas, com uma taxa de 74,84%.

Comparado com o período homólogo de 2015, registou-se um aumento de ocupação por quarto em todas as unidades.

No que respeita também ao preço médio por quarto vendido, todas as unidades lisboetas registaram um aumento durante o mês de Março, o mesmo acontecendo face ao período homólogo do ano anterior. O aumento médio de 8,5%, tendo atingido os 79,27 euros. No acumulado de Janeiro a Março, a subida foi de 6,9%, para 75,93 euros.

Por sua vez, o preço médio por quarto disponível teve um aumento de 14,4%, situando-se nos 56,56 euros, enquanto no acumulado (Janeiro a Março), todas as unidades hoteleiras apresentaram uma subida de 7,4% quando comparado com o mesmo período de 2015, com um preço médio de 45,26 euros.

Já na Região de Lisboa, de acordo com o Observatório do Turismo, as unidades de cinco estrelas registaram um decréscimo de ocupação por quarto, ficando-se nos 60,34%, quando em Março de 2015 tinha sido de 61,15%. Também o acumulado de Janeiro a Março acompanhou a tendência, com as unidades de cinco estrelas a registarem uma ocupação média de 49,73%.

No entanto, no preço médio por quarto vendido registou-se um aumento em todas as categorias das unidades hoteleiras, tanto durante o mês de Março, como no acumulado. Neste caso foram as de cinco estrelas que tiveram o maior aumento, com 125,60 euros numa média de 75,34 euros, e 123,17euros numa média de 73,23 euros, respectivamente.

Igualmente, no que toca ao preço médio por quarto disponível, as unidades hoteleiras de cinco estrelas continuaram a liderar, tendo registado, em Março, o valor de 75,79, contra os 69,43 euros no mesmo período, em 2015. Todos os restantes indicadores e unidades hoteleiras tiveram igualmente um crescimento quando comparadas com o mesmo período do ano anterior. O mesmo aconteceu no acumulado de Janeiro a Março. Realce para as unidades de cinco estrelas que registaram o aumento mais significativo ao atingirem os 61,25 euros.