IATA: tráfego de passageiros recupera em Outubro

De acordo com os dados da IATA, o tráfego global de passageiros em Outubro registou um aumento de 6,3%, comparativamente ao mesmo mês de 2017, numa recuperação do crescimento de 5,5% registado em Setembro.

“O saudável desempenho de Outubro é reconfortante após o crescimento mais lento da procura em Setembro”, afirma Alexandre de Juniac, director-geral e CEO da IATA. Falando de um cenário mais amplo, comenta que “o crescimento do tráfego foi mais moderado comparativamente ao início do ano, reflectindo um cenário económico mais diverso e a redução do estímulo da procura por tarifas mais baixas”.

O volume de passageiros tem crescido a uma média de 6% por mês nos seis meses até Outubro, contrastando com os perto de +9% mensais do início do ano. Em Outubro, a capacidade cresceu também em 6,3% e, como resultado, a taxa de ocupação fixou-se nos 81,1%, o mesmo valor recorde de Outubro do ano que passou. Em comunicado, a associação explica que a capacidade está a crescer a um ritmo mais acelerado que a procura.

A nível de tráfego em voos internacionais, as companhias áreas de todas as regiões do mundo, à excepção da América Latina, mostram crescimento. Em termos globais o tráfego internacional cresceu 6,3%, com a capacidade a ter aumentado 6,1% e a taxa de ocupação 0,1 pontos percentuais, para os 79,8%. Na Europa o tráfego de passageiros cresceu a uma velocidade maior que em qualquer outra região, num +7,5% sobre Outubro de 2017. A capacidade aumentou em 7% e a taxa de ocupação 0,4 p.p. para 85,2%, a maior entre todas as regiões.

Em relação ao futuro, Alexandre de Juniac declara que “a procura por viagens está forte à medida que entramos na temporada de férias de Inverno”, mas que “as guerras comerciais e a incerteza que ronda o impacto político e económico do Brexit continuam a ser preocupantes”, sendo que na outra face da moeda diz ser “bem-vinda” a recente flexibilidade nos preços dos combustíveis.