III Convenção da ARAC marcada pela qualidade das intervenções

A homenagem à secretária de Estado do Turismo foi uma das marcas da III Convenção Nacional da ARAC que decorreu sexta-feira, 5 de Abril, em Lisboa, uma edição em que, segundo Joaquim Robalo de Almeida, secretário-geral da ARAC, o grau de satisfação dos participantes foi muito elevado.

Na sua III Convenção, a ARAC esperava 350 participantes e, segundo Robalo de Almeida, “os objectivos foram atingidos”, mas o que satisfez mais a organização é “a qualidade dos oradores e das suas intervenções” bem como “a qualidade e interesse dos participantes” que gerou “um grau de satisfação de 4,6 pontos em 5 possíveis”, de acordo com o inquérito realizado.

“O futuro da mobilidade e do turismo” foi o tema a que se subordinou a III Convenção Nacional da ARAC e dos vários temas abordados, Robalo de Almeida sublinhou ao Turisver.com o interesse dos painéis que se prenderam com as novas formas de mobilidade, o digital e o turismo.

Uma das principais conclusões a retirar, avança o responsável, tem a ver com a atenção que deve ser dada “às novas motorizações”. Neste âmbito, sublinhou que “o rent-a-car será, como tem sido sempre, o porta-estandarte das marcas para apresentação dos seus novos modelos e tecnologias” e, neste aspecto, “os veículos eléctricos têm sido uma referência nas empresas de aluguer”, faltando apenas “incrementar o número de postos de abastecimento”.

Outra conclusão a tirar dos trabalhos é a de que “sem digital as empresas irão ter grande dificuldade em desenvolver-se e até de sobreviverem” pelo que “devem estar preparadas”.

Em declarações ao Turisver.com Joaquim Robalo de Almeida destacou ainda a homenagem à secretária de Estado do Turismo. Foi “uma homenagem política, técnica e pessoal à figura da Dra. Ana Mendes Godinho”, muito pelo empenho que colocou na publicação da nova legislação do sector, com a ARAC a atribuir-lhe a sua Medalha de Mérito e a fazer de Ana Mendes Godinho “membro honorário da nossa casa”.