INE: Mercado interno recuperou em Setembro

Ao contrário do que aconteceu em Agosto, em que as dormidas do mercado interno tinham registado uma contracção, em Setembro a recuperação foi de 4,9%. Os mercados externos também cresceram, mas abaixo do aumento verificado no mês anterior.

De acordo com dados divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de estatística, os estabelecimentos hoteleiros registaram, em Setembro, um total de 2,1 milhões de hóspedes e 5,9 milhões de dormidas, números que reflectem aumentos homólogos de 7,5% e 6,5%, respectivamente, os quais são superiores aos conseguidos no mês de Agosto (+3,6% e +4,2%).

O mercado interno que em Agosto tinha apresentado um recuo de 2,9% recuperou em Setembro e atingiu um aumento de 4,9% no número de dormidas em termos homólogos, para 1,6 milhões. Já os mercados externos, que cresceram 7,2% face a Setembro do ano passado para 4,3 milhões, ficaram ligeiramente aquém do crescimento observado no mês anterior (+8,2%).

No total, hóspedes e dormidas cresceram 7,5 e 6,5%, respectivamente, face a Setembro do ano passado, atingindo 2,1 milhões no caso dos hóspedes e 5,9 milhões no caso das dormidas. A propósito o INE faz notar que se registou ”uma aceleração face a Agosto (+3,6% e +4,2%)” embora tenha havido desaceleração “face aos três meses anteriores (Maio a Julho) bem como do período acumulado de Janeiro a Setembro (+9,2% e +8,7%)”.

Por categoria de alojamento, as pousadas e os aldeamentos turísticos apresentaram acréscimos significativos das dormidas (+13,9% e +13,0%), tal como os hotéis e hotéis-apartamentos (+8,8% em ambos). Os apartamentos turísticos mantiveram evolução negativa (-7,5%), tal como nos três meses anteriores.

De salientar que as dormidas em hotéis representaram 67,0% do total, com as dormidas em hotéis-apartamentos a representarem 14,1%.. A subir esteve a taxa de ocupação-cama (+1,7 p.p. para 61,4%).

Menos positivo é o indicador da estada média que registou uma ligeira quebra ligeiramente: -0,9% para 2,87 noites.