INE: Proveitos hoteleiros sobem acima das dormidas em Junho

As receitas do alojamento turístico subiram quase 15% em Junho, bastante acima dos 7,0% de aumento nas dormidas. O bom desempenho estendeu-se a todas as regiões, com o Norte em destaque. Já no RevPar, Lisboa, Algarve e Madeira são as regiões onde é mais elevado.

De acordo com os dados difundidos pelo INE – Instituto Nacional de Estatística, no mês de Junho os proveitos totais atingiram 251,4 milhões de euros e os de aposento 179,6 milhões de euros, o que representa acréscimos respectivos de 14,7% e 16,7%. Os aumentos agora verificados estiveram bastante acima dos registados em Maio, que tinham sido de +7,9% e +8,6%, respectivamente.

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, estes indicadores estão também positivos, embora sejam menos expressivos, uma vez que os proveitos totais aumentaram 12,0% para 994,3 milhões de euros, enquanto os de aposento registaram uma evolução homóloga positiva de 13,8% para 694,1 milhões.

Para o bom desempenho dos proveitos contribuíram todas as regiões turísticas do país, com destaque para o Norte, onde os proveitos totais aumentaram

+21,8% em termos homólogos e os de aposento subiram 27,8%. Seguiram-se os Açores (+20,9% e +21,3%) e Lisboa (+20,8% e +23,6%).

Em Junho, o RevPar foi de 43,6 euros, reflectindo uma evolução positiva de 15,7% face ao mesmo mês do ano passado. No semestre, este indicador ficou-se pelos 29,7 euros, +11,4% que no período homólogo de 2014.

Lisboa (65,8€), Algarve (48,1€) e Madeira (42,9€) foram as regiões que registaram o RevPar mais elevado, com os aumentos mais destacados a serem protagonizados pelo Norte (+24,1%), Lisboa (+20,9%) e Açores (+20,3%).