Intervenção no Mosteiro de Arouca concluída em 2020

Foram já iniciadas as obras de requalificação no Mosteiro de Arouca que deverão estar concluídas no princípio do segundo semestre de 2020. A obra, que não vai impedir o funcionamento normal do Culto nem do Museu de Arte Sacra, inclui a criação de uma estrutura de acolhimento aos visitantes.

Integrada na candidatura aprovada pelo Programa Norte 2020, no âmbito da Operação Mosteiros a Norte – Mosteiro de Arouca, a intervenção é da responsabilidade da Direcção Regional de Cultura do Norte e engloba duas empreitadas. Uma delas, destina-se à criação de uma estrutura de acolhimento do visitante e a outra que tem por objecto a recuperação dos vãos da Igreja e do Coro. O apoio financeiro da União Europeia tem o valor de 708.656,92€, sendo o investimento público nacional de 168.201,17€.

Os trabalhos deverão estar concluídos no início do segundo semestre de 2020 mas durante o período da intervenção será mantido o normal funcionamento da visita ao Museu de Arte Sacra e do culto na Igreja.

De acordo com a Direcção regional de Cultura do Norte, “a estrutura de acolhimento visa a criação de condições espaciais e infra-estruturais, de equipamento e também de suporte para conteúdos, que permitam prestar um serviço adequado ao acolhimento, acessibilidade e circuito de visita ao monumento, recuperando espaços e ampliando a área já visitável, e revelando vestígios, até agora desconhecidos, do mosteiro anterior ao séc. XVIII”.

Por seu turno, a intervenção nos 21 janelões da Igreja e do Coro visa “resolver os actuais problemas de degradação”.