IV Cimeira do Turismo: CTP pede condições para dar continuidade ao crescimento do turismo

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), Francisco Calheiros, pediu esta quinta-feira ao Governo “que nos crie condições para dar continuidade ao trabalho que temos feito até agora. Que é muito e bom como todos os números o provam”.

Francisco Calheiros, que falava em Lisboa, na abertura da IV Cimeira do Turismo Português, promovida pela CTP, no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Turismo, sob o lema “O Turismo Primeiro – Sucessos do presente. Desafios de amanhã”, colocou algumas reivindicações ao Governo, representado na cerimónia pela sua figura máxima, o Primeiro-Ministro, António Costa, até porque “neste momento, a economia nacional não é sustentável sem o Turismo”, afirmou o presidente do organismo de cúpula do turismo nacional.

O presidente da CTP realçou que o difícil não é o facto de Portugal ser eleito o melhor destino turístico do mundo, “é permanecer o melhor destino do mundo”. Neste sentido “este desafio ainda não vencemos porque exige muito mais trabalho e perseverança”, desde logo “exige um aeroporto na capital com capacidade para receber mais passageiros e movimentos”, mas a par desta questão “é fundamental investir no emprego, na formação, na qualificação, na valorização e no talento”, considerou.

Sendo a formação uma questão cara à CTP, Francisco Calheiros reconheceu que “investir em boas propostas de valor no domínio da formação, capacitar os nossos empresários e aumentar o prestígio das profissões turísticas são três pilares fundamentais para garantir uma oferta diferenciadora e de qualidade superior”.

Outro dos desafios que se colocam ao turismo, aliás um dos temas fortes desta cimeira, conforme enumerou o presidente da CTP, é o da gestão dos destinos turísticos. “Confesso-me um pouco cansado das vozes críticas ao aumento do turismo, nomeadamente, em relação a Lisboa e Porto”, sobretudo porque “a essas críticas nunca surgem associadas soluções que sejam proibir ou limitar a circulação de turistas em vários pontos das respectivas cidades”.

Sobre este tema consta igualmente da cimeira a apresentação de um estudo elaborado pela consultora PwC.