Jardins Efanor: a 1º Edge City de Portugal englobará um hotel

Apresentado como “o maior projecto imobiliário em curso no país”, o empreendimento Jardins Efanor, em Matosinhos, será a primeira Edge City em Portugal, fruto de um investimento de 250 milhões de euros até 2025 pela Grandavenue.

A primeira Edge City (uma ‘cidade’ dentro de uma cidade) de Portugal nascerá após a Grandavenue ter adquirido, em 2018, à Sonae Capital a Prédios Privados, sociedade veículo que detinha o empreendimento, por 30 milhões de euros. O empreendimento de 105 mil metros quadrados vai ser composto por 10 edifícios e um hotel e gerido pela Invest&Co.

A empresa especializada na gestão e promoção de activos imobiliários já avançou que 60% da área será direccionada ao segmento residencial, com a construção de 400 apartamentos, e 40% ao sector terciário, estando também prevista a construção da unidade hoteleira, que deverá ter um posicionamento entre as 4 e as 5 estrelas.

“Queremos que os Jardins Efanor sejam um espaço privilegiado de coliving e coworking, seguindo as novas tendências de urbanismo, enquanto espaço moderno com acesso a todo o tipo de valências, desde a residência, trabalho, saúde, o shopping, a educação, o hipermercado”, avança Pedro Barros Rolo, partner da Invest&Co.

Em volta do empreendimento operam já entidades como o Instituto CUF, o NorteShopping, a Porto Business School e hipermercado Continente, projectados por Belmiro de Azevedo e equipa. Pelo que, “queremos respeitar o legado da família Azevedo e não há nenhuma decisão estratégica que não seja coordenada com a Fundação Belmiro de Azevedo e com a Sonae SGPS”, assegura o responsável.