Lançada 1ª pedra do Vila Galé Alter Real que abre portas em Março de 2020

Três ministros – Economia, Agricultura e Cultura, e três secretários de Estado – do Turismo, da Valorização do Interior e da Agricultura, estiveram presentes sexta-feira no lançamento da primeira pedra daquilo que vai ser o Hotel Vila Galé Alter Real, em Alter do Chão (Alentejo), unidade hoteleira temática da marca “Collection” do grupo hoteleiro, que ficará instalada na Coudelaria de Alter, cuja data de abertura está marcada para finais de Março de 2020.

O contrato de concessão da Coudelaria de Alter ao Grupo Vila Galé por 50 anos foi assinado em Setembro de 2018, e o investimento total para a recuperação do edificado está estimado em 8,5 milhões de euros. A unidade nasce ao abrigo do programa Revive, em que o Estado concessiona a privados imóveis classificados que se encontram devolutos ou degradados.

O novo hotel de quatro estrelas terá 76 quartos, bar, três piscinas exteriores, Spa com piscina interior aquecida, biblioteca, enoteca e um restaurante com forte aposta na gastronomia regional, bem como salas para eventos. Os hóspedes do Vila Galé Alter Real poderão, igualmente, usufruir de outros equipamentos que estão instalados na Coudelaria de Alter, ligados ao cavalo, nomeadamente a Escola de Arte Equestre ou a Casa dos Coches e Charretes, mas ter também contacto com o “ouro” alentejano, já que a Vila Galé pretende pôr a funcionar um velho lagar localizado na propriedade.

Todos os intervenientes na cerimónia realçaram a Coudelaria de Alter do Chão atravessou momentos de penúria e agora vive o seu melhor momento de sempre, uma vez que vai ser amplamente valorizada com a instalação deste novo equipamento, que terá como temática a arte equestre e vai ser desenvolvido em dois pólos.

De acordo com o presidente do Grupo, Jorge Rebelo de Almeida, as atenções vão estar centradas na captação do mercado brasileiro que cada vez mais procura o Alentejo, potenciando esta nova unidade com o Vila Galé Elvas, que também no quadro do programa Revive, tem agendada abertura para Abril deste ano, com o Clube de Campo em Beja e com o Vila Galé Évora, que diz estar a funcionar “muito bem”.

A delegação do governo teve a oportunidade de percorrer toda a propriedade, inteirar-se das potencialidades de Coudelaria, e visitar os dois quartos-modelo, onde a arte equestre está representada em todos os pormenores.