LATAM investe na transformação das cabines de mais de 200 aviões

O LATAM Airlines Group vai investir 400 milhões de dólares americanos na aplicação do seu plano de transformar as cabines e experiência de viagem de dois terços da sua frota, modernizando o interior de mais de 200 aviões ao longo dos próximos dois anos.

O grupo vai transformar as cabines dos aviões que operam as rotas de longo e curto curso, com a LATAM Airlines Peru, Brasil e Chile a estarem entre as primeiras subsidiárias a receber os renovados aviões, com os passageiros a poder voar no primeiro avião renovado já no final deste ano de 2018.

No longo curso, vai transformar as cabines dos Boeing 767 e Boeing 777 e vai aplicar o design redesenhado ao novo Boeing 787-9 e no Airbus A350-1000, a ser entregues nos próximos anos. As cabines vão oferecer um novo assento e serviço Premium Business, com cada assento a dar acesso directo ao corredor e com opções para viajantes individuais e casais, bem como uma cama grande. Vai contar com entretenimento de bordo de última geração, com um ecrã de 18 polegadas e espaço para itens pessoais.

Na Classe Económica dos voos de longo curso, a cabine vai contar com assentos Recaro projectados ergonomicamente, portas USB de carregamento rápido e ecrãs individuais com mais de 12 polegadas. Os passageiros da Económica terão, também, a opção de fazer o upgrade para os Assentos LATAM +, que oferecem mais espaço, reclinam mais e beneficiam da oferta de serviços premium, como prioridade de check-in e embarque.

Já nos voos domésticos ou rotas na América Latina, a LATAM vai transformar as cabines de mais de 150 Airbus A320 e A321, que oferecerão maior conectividade wi-fi e melhores opções de entretenimento a bordo, assentos Recaro, portas USB de carregamento rápido e também a oportunidade de upgrade para os Assentos LATAM +. Nestes voos este upgrade visa mais espaço, porta-bagagens individuais e também prioridade de check-in e embarque.

A LATAM tem vindo a aperfeiçoar o design das suas novas cabines há três anos, ao consultar passageiros e especialistas, realizar testes de assento e testes ergonómicos, além de ter realizado 360 avaliações envolvendo clientes, tripulação de cabine e membros de equipa, simulando até voos com testes de sono por um período de duas semanas.

Claudia Sender, vice-presidente de cliente do Grupo, explica que “como parte da visão de longo prazo da LATAM, a transformação das nossas cabines permitirá oferecer uma experiência a bordo líder no sector, com mais opções, flexibilidade e personalização para oferecer um melhor serviço a todos os passgeiros”.