Lufthansa publica relatório de sustentabilidade

O Grupo Lufthansa publicou, pelo 22º ano, o Balance, o seu relatório de sustentabilidade. O documento comunica importantes questões de responsabilidade corporativa, após o grupo ter novamente realizado um questionário junto das partes interessadas.

O tema central do relatório, “Changing working environment”, trata da relação do grupo com os seus trabalhadores e de como o primeiro lida com um ambiente de trabalho em constante mudança. O objectivo é continuar a oferecer um bom ambiente de trabalho, tanto em terra como no ar. De momento trabalham 120.000 pessoas no Grupo Lufthansa, sendo que vão entrar outras 4.000, das quais 2.800 serão assistentes de bordo.

Com o projecto Diversity@LHGroup, lançado recentemente, o grupo promove uma maior diversidade cultural em cargos de administração. Observa-se também um aumento da percentagem de mulheres nestas mesmas posições. Percentagem que cresceu dos 0,7% para os 14,9% no grupo, e, em específico, dos 0,2% para os 16,2% na Alemanha.

Por outro lado, o Grupo Lufthansa continua a trabalhar de modo a reduzir a sua pegada ecológica, implementando mais de 500 programas de eficiência de combustível, desde 2013, incluindo diversos planos de redução de peso a bordo, como a implementação de 30.000 carrinhos mais leves. Continua a apostar no investimento em novas tecnologias, sendo que em 2016 o grupo vai receber 52 aviões mais silenciosos e eficientes a nível de combustível. O Airbus A320neo e os Bombardier CSeries são pioneiros no mundo, entrando já numa era de voos ecologicamente eficientes. No Inverno deste ano a Lufthansa vai receber o primeiro Airbus A350-900, o avião de longo curso mais amigo do ambiente e moderno do mundo.

De modo a melhorar a experiência a bordo a Lufthansa implementou diversos serviços de optimização em 2015. O relatório fala da sustentabilidade ao longo da viagem, em que refere medidas e ofertas introduzidas, como os cartões de embarque electrónicos, eJournals, ofertas de intermodalidade e compensação de CO2.

No âmbito do compromisso social, o foco das actividades de cidadania de 2015 recaiu sobre a ajuda a refugiados. O grupo, em conjunto com a Help Alliance, aplica um conceito de três fases distintas, compreendendo projectos de cooperação em desenvolvimento, ajudas de emergência concretas e projectos de integração sustentável em grandes corporações alemãs.

Pode consultar todo o relatório, com mais de 120 páginas, no site do grupo.