Macau quer aprofundar posicionamento como Centro Mundial de Turismo e Lazer

Macau pretende aprofundar o seu posicionamento enquanto Centro Mundial de Turismo e Lazer e plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os países lusófonos, referiu o chefe do governo do território na sua mensagem de ano novo.

“Orientados pelo espírito do 19.º Congresso Nacional do Partido Comunista da China e persistindo na estratégia do progresso estável em todos as vertentes da sociedade, iremos, no ano de 2019, aprofundar o nosso posicionamento enquanto Centro Mundial de Turismo e Lazer e plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os países de língua portuguesa”, realçou Chui Sai On em comunicado citado pela Lusa.

O chefe do executivo sublinhou a contribuição de Macau na estratégia chinesa internacional, enquanto plataforma no relacionamento com os países lusófonos, e regional, com o trabalho desenvolvido no projecto da Grande Baía, uma metrópole mundial que pretende ligar as regiões administrativas especiais de Macau, Hong Kong e nove cidades chinesas da província de Guangdong, com mais de 60 milhões de habitantes.