Mangualde vai criar rota do turismo mineiro

Mangualde vai avançar com uma rota do turismo mineiro, projecto que pretende manter em condições dignas e abrir a visitas os espaços das antigas explorações de urânio que foram reabilitados pela Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM).

Segundo o presidente da Câmara Municipal, João Azevedo, o secretário de Estado da Energia “comprometeu-se connosco no sentido de prepararmos um guião turístico para podermos alimentar turisticamente aqueles espaços”, uma forma não só de levar as pessoas ao concelho, como também para promover e preparar pedagogicamente a história daqueles espaços que tiveram essa mais-valia na riqueza do país.

No município já foram recuperadas pela EDM as antigas explorações mineiras de Cunha Baixa e de Espinho, num investimento total de 6,5 milhões de euros comparticipado por fundos europeus.

De acordo com o presidente da autarquia de Mangualde, nos próximos quatro a cinco meses arrancam as obras de recuperação ambiental das minas abandonadas de Póvoa de Cervães e depois também as da Quinta do Bispo, intervenções que rondam um total de 14 milhões de euros.