Meliá apresentou estratégia para segmento de  luxo

A Meliá Hotels International aposta no turismo de luxo como um dos importantes focos da sua expansão internacional. De acordo com o grupo hoteleiro, o seu portefólio de hotéis de luxo aumentou 45% nos últimos 5 anos e a receita subiu 41%.

O segmento de luxo “representa actualmente 22% do plano de crescimento” da Meliá Hotels Internacionals, o que significa que 22% dos seus hotéis com abertura pendente se irão destinar a este segmento turístico, segundo avançou o vice-presidente e CEO do Grupo, Gabriel Escarrer na apresentação da estratégia da Meliá para o turismo de luxo.

Entre os projectos mais significativos na categoria premium que a Meliá espera abrir em breve estão o Paradisus Playa Mujeres (México), Gran Meliá Chengdu e Gran Meliá Zhengzhou (ambos na China), ME Dubai (Emirados) Árabes Unidos) ou ainda o ME Barcelona, entre outros. Além disso, à excepção do futuro ME Barcelona, todos os hotéis de luxo do grupo com abertura pendente estão localizados fora da Espanha.

“Em cinco anos, o nosso portefólio de hotéis de luxo aumentou 45% e as receitas geradas por este segmento registaram um incremento de 41%”, disse Escarrer que explicou que esta tendência “responde a uma prioridade absoluta da empresa em reforçar a estratégia das várias marcas, na aposta na diferenciação do nosso produto e o reposicionamento dos hotéis – factores decisivos para melhorar a nossa rentabilidade e aumentar a satisfação do cliente”.

Gran Meliá Hotels & Resorts, Paradisus by Meliá e ME by Meliá são as três marcas de luxo com que a cadeia hoteleira opera. Nelas se integram 33 hotéis em 12 países na Europa, Ásia, América e África, mas estão na calha mais 12 projectos.