Oferta aérea entre Europa e o mundo sobe 8% este Verão

A oferta de assentos em rotas internacionais com a Europa para este Verão aumentou 8%, considerada a taxa de crescimento mais alta registada numa temporada estival nos últimos seis anos. Nos mercados como o norte-americano, América Latina e Médio Oriente cresce dois dígitos. No intraeuropeu a subida está por conta principalmente das companhias low cost.

Trata-se de uma aceleração da taxa de crescimento frente aos 6% do Verão passado e da média anual de 4% nas temporadas da última década 2006-2016, de acordo com dados da consultora britânica Official Airline Guide (OAG).

Analisando o número de assentos oferecidos desde a Europa para o mundo, o maior crescimento regista-se para o Médio Oriente (+15%), seguido dos mercados do Norte da América (+12%) e para a América Latina (+11%).

O mercado intraeuropeu, o maior mercado no continente, conhece também um aumento de 8%. O número de assentos oferecidos nas rotas de curto e médio curso dentro da Europa tem estado a crescer desde 2013, principalmente como resultado da expansão das companhias aéreas low cost, tanto independentes como as criadas pelos grandes grupos aéreos tradicionais.

Ao contrário, o mercado Europa-Ásia Pacífico regista uma desaceleração e só aumenta 2% face aos 4% do Verão passado, devido fundamentalmente aos temores por excesso de capacidade na região, enquanto a capacidade de rotas oferecidas para África reduz-se em 6% face ao aumento de 3% no Verão de 2015.

A consultora, que faz uma lista dos top 20 de grupos e companhias aéreas por capacidade oferecida entre a Europa e todas as regiões do mundo e o mercado intraeuropeu este Verão, cujos horários tiveram início a 31 de Março, e o seu crescimento em relação à temporada passada.

As 20 companhias juntas, cuja tabela é liderada pelo Grupo Lufthansa, operam 78% de todos os lugares disponíveis dentro da Europa e controlam 84% da capacidade oferecida este Verão. A TAP, que está neste ranking, ocupa a 18ª posição em termos de aumento de oferta face ao Verão de 2015. Já para a América Latina, a TAP encontra-se em quinta posição, de acordo com a OAG. Nas rotas da Europa para esta região do mundo, os 20 grupos aéreos principais controlam 99% da oferta de assentos.