Oferta hoteleira cresce em Valença

A dinâmica crescente dos Caminhos de Santiago, o turismo patrimonial e comercial focado na Fortaleza, o de natureza na Ecopista do Rio Minho e o gastronómico, têm atraído novos investimentos na área do alojamento em Valença.

Actualmente o concelho oferece 44 unidades de alojamento, com crescimento de 18% face ao ano passado. As unidades de alojamento distribuem-se por todo o concelho, com mais significado na cidade e nas freguesias atravessadas pelo Caminho de Santiago (Central e da Costa).

Pelo concelho, para além de alguns projectos em fase final de obras e outros com os processos de obtenção do registo iniciados, encontram-se 14 unidades em Valença, seis em Cerdal, cinco em São Pedro da Torre, quatro em Fontoura, três em Gondomil, duas na Silva, duas em São Julião, duas em Arão, duas em Ganfei, enquanto Gandra, Taião, Friestas e Cristelo Côvo, têm uma unidade cada.