A partir de Janeiro: Turistas na Madeira vão pagar por serviços específicos

A Madeira vai aplicar aos turistas o pagamento por alguns serviços prestados em locais muito visitados a partir de Janeiro de 2017. No entanto o executivo regional diz que esta medida não visa a criação de taxas turísticas.

Estacionamento ou visitas a espaços-museu são alguns dos serviços que vão ser objecto de pagamento por parte dos visitantes.

O executivo pretende, com esta forma de gestão, garantir maior qualidade de estruturas ao serviço dos utilizadores, ao mesmo tempo que garante a “sustentabilidade ecológica e financeira dos percursos recomendados, cuja manutenção tem elevados custos”.

O presidente do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza da Madeira, Miguel Sequeira, citado pela imprensa regional disse que, junto de alguns dos 30 percursos recomendados da região, vão ser criados centros de interpretação, no sentido de melhorar a qualidade dos serviços prestados, bem como serão feitas obras de melhoramento, sem que, para o efeito, se criem taxas.

“Temos de diferenciar pagamento, no sentido de uma taxa, para usufruir de um espaço natural ou de um percurso recomendado, de um pagamento por um serviço específico. O primeiro não vai ocorrer, isto é, está descartada a possibilidade de pagamento para percorrer um percurso”, garantiu.