Pedro Machado defende que “está na altura” de se transformar Monte Real em aeroporto

O presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal e da Agência Regional de Promoção Turística do Centro de Portugal, Pedro Machado, defendeu esta quinta-feira em Fátima, que “está na altura de se abrir a Base Aérea de Monte Real à aviação civil”.

Pedro Machado, que falava numa conferência de imprensa inserida no VII Workshops Internacionais de Turismo Religioso, referiu-se à abertura de uma nova rota aérea entre Lourdes e Lisboa, anunciada também neste dia, em Fátima, para afirmar que este é “um sinal evidente de que chegou a altura de se avançar com uma estrutura aeroportuária no Centro de Portugal, que sirva o Santuário de Fátima”.

A propósito afirmou que “se Lourdes é viável, um aeroporto que sirva Fátima também o será”, até porque com os peregrinos de Fátima, que em 2018 foi visitada por 7 milhões de pessoas, “Monte Real reúne todas as condições objectivas para poder ser uma realidade”, podendo mesmo o aeroporto vir a denominar-se Monte Real-Fátima.

“A abertura de Monte Real à aviação civil é uma janela de oportunidade para a região e para o país, que será possível com um investimento de 30 milhões de euros, infinitamente menor do que outros investimentos”, disse ainda o presidente da Turismo Centro de Portugal que considerou mesmo que “abrir Monte Real à aviação comercial justifica-se e é viável. Assim o poder político o queira”.