Ponte da Barca é exemplo de desconcentração do turismo, diz ministro da Economia

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, afirmou esta segunda-feira que Ponte da Barca é exemplo de desconcentração do turismo, já que é um concelho do interior do país, cujo sector registou um aumento de 20% de turistas, mais de 40% dos quais estrangeiros.

Caldeira Cabral, que falava na inauguração de uma unidade hoteleira no centro da vila – o Hotel Fonte Velha, com um investimento de cerca de dois milhões de euros, disse que Ponte da Barca “demonstra bem a aposta que já estamos a fazer de desconcentração, de alargar o espaço em que se movem os turistas em Portugal”.

O ministro referiu ainda que, só este ano, no município de Ponte da Barca “abriram 58 unidades de pequena dimensão e que, está prestes abrir, um hotel de maior dimensão com 4 estrelas”.

Segundo o governante, “no primeiro trimestre deste ano, houve um crescimento de 7,7% do investimento das empresas não financeiras, que representou um aumento, face ao ano passado, em que esse investimento estava a crescer 1,1%”.

Na opinião de Manuel Caldeira Cabral, “este crescimento do investimento, com forte procura de fundos comunitários e com a aceleração que fizemos da colocação de fundos comunitários nas empresas, poderá dar esse estímulo adicional ao crescimento”.

Por sua vez, o presidente da Câmara, Vassalo Abreu referiu indicou que o concelho é considerado “um destino turístico de excelência” até porque o município tem mais de 50% da sua área integrada no Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG). “Estamos no coração do parque que, recentemente, foi considerado um dos destinos mais sustentáveis a nível mundial e, ainda bem para nós que há pessoas que estão a investir no turismo”.