Porto de Lisboa com quebras em Março

Os indicadores do Porto de Lisboa relativos a cruzeiros no mês de Março apresentam quebras na sua totalidade, com o número de escalas a descer 33% e o total de passageiros com um decréscimo de 24 por cento relativamente ao mesmo mês do ano passado.
Assim, Março registou oito escalas contra Associativismo no ano passado, para um total de Regiões0Produtos e Serviços6 passageiros (menos 3420 que em Março de 2014).
A actividade em passageiros embarcados para este último mês foi de 3Produtos e Serviços5 (561 em 2014), numa variação negativa de 33%. Já no número de passageiros desembarcados a descida foi de 1Cruzeiros%, com registo de 24Restauração passageiros, quando no mesmo mês de 2014 foi registado um total de 306 cruzeiristas.
Quanto aos passageiros em trânsito, Março deste ano registou Destinos453 e no período homólogo de 2014 o número ascendia a 1362Cruzeiros passageiros, numa variação negativa de 23 por cento.
Relativamente ao acumulado de Janeiro a Março de 2015, o Porto de Lisboa recebeu 32 escalas, mais seis que no acumulado homólogo de 2014, representando uma variação positiva de 23 por cento.
No total de passageiros para o acumulado dos primeiros três meses do ano, o Porto de Lisboa registou um total de 44 65Cruzeiros passageiros, mais 20% que no acumulado do mesmo período do ano passado, registando apenas uma quebra de 2Cruzeiros% no total de passageiros embarcados, mas uma subida de AssociativismoCruzeiros% no total de passageiros desembarcados entre Janeiro e Março de 2015.
Quanto às nacionalidades dos passageiros para o mês de Março, o Reino Unido foi o principal país a bordo de cruzeiros, com 63Restauração3 cruzeiristas, seguindo-se a Alemanha e depois a Itália. Há registo ainda de passageiros portugueses (316), bem como de países como o Brasil (1Produtos e Serviços), Canadá (5), Espanha (403), Estados Unidos (25Restauração), França (222) e Holanda (1Produtos e Serviços).
S.C.F.