Pousadas de Portugal lançam novo conceito de pequenos-almoços

A rede de Pousadas de Portugal vai implementar, a partir do dia 1 de Novembro, um novo conceito de pequenos-almoços, onde serão valorizados não só os produtos portugueses, a apresentação e o serviço, “afirmando-se pela diferenciação, autenticidade e simplicidade”, anunciou o seu administrador.

Num encontro com jornalistas esta quarta-feira, na Pousada de Lisboa, Frederico Costa disse que este novo conceito visa standarizar a mais importante refeição do dia em todas as Pousadas de Portugal, mas “deixando espaço para os produtos regionais” onde cada unidade está inserida.

Assim, após inquéritos realizados aos seus clientes, os pequenos-almoços das Pousadas de Portugal, quer em buffet quer em room service, passam a apresentar sumo de laranja natural, um bom pão, compotas de produção própria, queijo, pastel de nata, fumeiro e a nova rainha – o bolo real, nascido no Convento de Santa Clara em Évora, no século XVI. Em relação aos horários, embora sejam fixos, vão ser flexibilizados consoante o tipo de cliente e a ocupação da unidade.

De simplicidade sofisticada, o “Pousadas Breakfast” vai destacar os produtos que representam a tradição portuguesa, e reforçar a aposta da marca na qualidade e regionalidade.

De acordo com Frederico Costa, se o Grupo Pestana Pousadas tem investido na recuperação do património, agora chegou a altura de olhar para a gastronomia, questão que consta aliás do seu plano estratégico, realçando que “é uma oportunidade para a rede rever os atributos que a distinguem e proporcionar uma experiência diferenciadora”, já que o pequeno-almoço é “um dos momentos mais referenciados na estadia global de um hotel e usufruído por todos os hóspedes, uma vez que este serviço está compreendido no valor da estadia”.

Para apresentar este novo conceito, que pretende ser um espaço de portugalidade, e irá integrar as 33 unidades hoteleiras da rede, 24 das quais sob gestão do Grupo Pestana, estiveram também os responsáveis regionais das Pousadas de Portugal.