Preços médios continuam a subir na hotelaria de Lisboa

Em Junho, tal como no acumulado do primeiro semestre do ano, os preços médios na hotelaria (3, 4 e 5 estrelas) da cidade de Lisboa, tanto por quarto vendido como por quarto disponível, voltaram a apresentar subidas homólogas. Já a ocupação continua a sofrer algumas ligeiras oscilações. Os dados são do Observatório Turismo de Lisboa e foram conhecidos esta quarta-feira.

Começando pela ocupação média, em Junho apenas os 5 estrelas subiram (+1,3% para 81,18%), enquanto os 4 estrelas foram os que apresentaram uma descida mais acentuada (-2,6% para 89,95%). No acumulado do primeiro semestre do ano, são apenas os 4 estrelas que descem de ocupação (-3,3% para 78,94%. Nos 3 e 5 estrelas verificam-se subidas homólogas ligeiras: +0,3% e +1,3%, respectivamente, para ocupações médias de 83,69% nos 3 estrelas e de 69,29% nos hotéis de categoria superior.

O Preço Médio por Quarto Vendido (Average) teve, no mês de Junho, alterações mais positivas que em meses passados, com o preço médio por quarto vendido a subir em todas as tipologias. A média da cidade (soma das médias dos 3, 4 e 5 estrelas) situou-se no mês em análise nos 137,06€, mais 13,38€ ou +10,8% do que no período homólogo.

Os hotéis de quatro estrelas foram as unidades onde este indicador mais subiu: 13,7% face a Junho do ano passado, para um preço médio de 118,90€, apesar de o aumento registado nos 5 estrelas ter praticamente alcançado dois dígitos: +9,9%, subida que lhes permitiu ultrapassar a barreira dos 200€ para se cifrarem nos 212,56€.

Os valores acumulados do primeiro semestre do ano são igualmente positivos para todas as categorias analisadas, com o valor médio da cidade a situar-se nos 4,7% para 114,14€. Também no semestre a maior subida foi registada nos hotéis de 4 estrelas: +6,6% para 97,63€.

No que diz respeito ao RevPar, os preços viram também um aumento, tanto no mês de Junho como no acumulado do ano, sendo que, tanto num caso como no outro, as subidas foram lideradas pelas unidades de 5 estrelas.

Com a média da cidade a situar-se, em Junho, nos 119,95€ (+9.3% ou +10,18€), os 5 estrelas viram o RevPar aumentar 11,3% (+17,55€) face ao mesmo mês do ano passado, atingindo os 172,56€. Neste mês, foram os 3 estrelas que menos progrediram, com os valores a serem comparativamente positivos em 2,7%, enquanto os 4 estrelas registaram uma variação homóloga positiva de 10,7%.

No acumulado da primeira metade do ano, as subidas são constante mas menos relevantes, embora sejam também comandadas pelos hotéis de categoria superior que viram o seu RevPar crescer 4,6% para 123,39€. Seguiram-se os 4 estrelas com uma variação homóloga de 3% enquanto os 3 estrelas se quedaram nos 1,5% a mais que no mesmo período de 2018.