Preferências de homens e mulheres viajantes de negócios são semelhantes

O relatório “Mulheres em Viagens de Negócios”, da especialista em viagens de negócios FCM Travel Solutions, revelou que as preferências e hábitos de mulheres e homens em viagens de negócios são similares.

O relatório é baseado num inquérito realizado entre 1.000 clientes da FCM do Reino Unido, 52% dos quais mulheres e 48% homens. Ambos os géneros desapreciam os mesmos aspectos deste tipo de viagem, com 72% a dizer que não gosta de estar separado da família/cônjuge, 38% a apontar as perturbações no trabalham que se seguem a estas viagens e 14% a afirmar que não gosta de viajar sozinho.

Por outro lado, 45% das mulheres atestam gostar de viajar em negócios, com apenas 39% dos homens a afirmar o mesmo. Ambos apreciam a interacção face-a-face (60%), bem como encontrar colegas e a própria experiência de viagem. A maior diferença entre géneros é a razão pela qual efectuam viagens de negócios. O encontro com clientes é a razão prioritária para homens (22%), sendo que para as mulheres este é motivo para apenas 12%, com a prioridade a ser reuniões internas (13%).

Outra discrepância diz respeito a questões de segurança, de acordo com o relatório apenas 18% dos programas de viagens de negócios dão atenção às necessidades das viajantes femininas. Adicionalmente, enquanto 61% acredita ser importante considerar estas questões de segurança para mulheres em viagens de negócios, apenas 44% fornece opções de alojamento adequadas a mulheres.

O relatório revela também que igual proporção de homens e mulheres viajam de avião, mas mais mulheres optam por viagens de comboio, enquanto os homens dão prioridades ao transporte por carro. Os homens optam por levar o seu próprio carro para o aeroporto, com as mulheres a escolher os táxis. Um 70% das mulheres é membro de programas de passageiro frequente de companhias aéreas, em comparação com 37% dos homens. Mais de metade dos viajantes opta por ficar hospedados em alojamento local, embora menos mulheres que homens façam esta escolha.

Jo Greenfield, director-geral da FCM para o Reino Unido, elucida que “o número de viajantes femininas cresceu em 50% nos últimos cinco anos, com cerca de dois terços dos viajantes de negócios a ser mulheres”. “Decidimos efectuar esta pesquisa […] de modo a obter uma visão mais abrangente das necessidades e preferências das viajantes femininas versus viajantes masculinos e se os programas de viagens de negócios precisam de uma abordagem mais personalizada”.