Primeiro ministro inaugurou Complexo Balnear do Lido

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que o país deve muito à Madeira pelo seu contributo ao turismo, sector considerado pelo Governo como prioridade central.

O chefe de executivo, que visitou a Madeira, na companhia da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, fez estas declarações na cerimónia de inaugurado do renovado Complexo Balnear do Lido, que reabre as  portas após ter estado encerrado durante seis anos, em consequência do temporal de 2010. A recuperação custou cerca de dois milhões de euros, com comparticipação de 85% de fundos comunitários.

Todas as intervenções tiveram como mote os elogios ao turismo como pedra de toque na estratégia da cidade, da Região e do país.

António Costa realçou a importância daquele complexo enquanto espaço que recupera a memória do Funchal e da Madeira e alertou para novos desafios. “Para consolidar é preciso renovar, através de novas dinâmicas assentes na cultura, na gastronomia e em equipamentos de qualidade como é caso do Lido”, ao mesmo tempo que destacou a posição privilegiada da Região em termos de ofertas e de clima, a apenas duas horas do centro da Europa.

Os apoios governamentais ao sector também não foram esquecidos, como são os casos das duas linhas de crédito criadas recentemente e as medidas de desburocratização que se preconizam.

Também Miguel Albuquerque apontou as mais valias trazidas pelo complexo do Lido em termos de oferta turística  e de acessibilidade ao mar, a qual vem valorizar a frente mar da cidade, criando novas acessibilidades em termos de usufruto, recreio e lazer.

O presidente da Câmara do Funchal, Paulo Cafôfo, reafirmou o compromisso de recuperar e devolver à população um espaço icónico com mais de 80 anos, agora apostado em abraçar uma nova etapa: garantir um projecto de qualidade de acesso ao mar e com potencial turístico.