Profissões do turismo vão ser reconhecidas, garantiu a SET no Congresso da ADHP

Um dos pontos altos do XV Congresso da Associação dos Directores de Hotéis de Portugal (ADHP), foi a aguardada intervenção da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, da qual se esperava que fizesse um ponto de situação sobre a portaria da Classificação dos Empreendimentos Turísticos, incluindo uma área dedicada aos recursos humanos.

Há cerca de seis anos que a Associação dos Directores de Hotéis de Portugal reclama o reconhecimento da carreira de director hoteleiro, que foi “banida” por essa altura. Raúl Ribeiro Ferreira presidente da Associação, numa breve intervenção que antecedeu a da secretária de Estado, lançou o repto para que Ana Mendes Godinho esclarecesse a situação.

A governante tranquilizou os directores hoteleiros ao afirmar que “ainda este mês serão colocados os contributos de todos para a Portaria de revisão deste sistema de classificação”, e que “este sistema de classificação passará a incluir uma área dedicada aos recursos humanos, uma área dedicada às acessibilidades e outra dedicada à sustentabilidade”. A na Mendes Godinho indicou ainda que Portugal será o primeiro país a integrar no seu sistema de classificação uma área dedicada aos recursos humanos porque são os recursos humanos que fazem o turismo.

A secretária de Estado do Turismo deixou claro que as profissões do turismo e os seus profissionais são um motivo de constante de atenção por parte da Secretaria que dirige, afirmando a propósito que “temos feito uma grande aposta a nível da qualificação e valorização dos recursos humanos, uma grande dinamização na contratação colectiva”. Neste momento, acrescentou, “já temos mais de 200% de pessoas abrangidas pela contratação colectiva do que tínhamos em 2015”.