Reguengos de Monsaraz com mais oferta de alojamento

Reguengos de Monsaraz passou a ter mais capacidade para alojar quem visita o concelho, com a duplicação do número de unidades de alojamento local nos últimos 18 meses.

Desde o início de 2017 foram registados 40 novos alojamentos locais no concelho, totalizando 74 unidades, sendo que a última abriu este fim-de-semana.

O município tem actualmente capacidade para alojar 1.149 turistas, em simultâneo, nomeadamente 637 pessoas nos alojamentos locais e 512 nas duas dezenas de empreendimentos turísticos do concelho. Com a abertura da praia fluvial de Monsaraz, em Junho de 2017, verificou-se um impacto considerável nas unidades de turismo, pois estiveram quase sempre lotadas durante o Verão passado, e pela primeira vez receberam um número significativo de reservas para uma semana completa.

Em 2017, a autarquia registou cerca de 100 mil turistas, representando um acréscimo de 12,4% comparativamente a 2016., que tiveram como principais motivações visitas à vila medieval de Monsaraz, o Centro Oleiro de S. Pedro do Corval, considerado o maior do país com 22 olarias em actividade, os enoturismos, os principais monumentos megalíticos como o Cromeleque do Xerez e o Menir do Outeiro, o Observatório do Lago Alqueva e a Fábrica Alentejana de Lanifícios que produz há mais de um século as tradicionais mantas.

No Verão, o apelo vai para a praia fluvial de Monsaraz, com Bandeira Azul, Bandeira de Praia Acessível e a classificação de Praia Saudável. Os 150 metros de extensão de frente de praia permitem a sua utilização por mais de um milhar de banhistas em simultâneo e os veraneantes podem ainda passear de barco no Grande Lago Alqueva e escolher os vários programas que os operadores locais proporcionam, como um lanche na “Ilha Dourada”, observação de aves, ski, padel, bóias de tracção, entre outros.