República Dominicana exige teste negativo à Covid-19  

Desde o dia 30 de Julho, todas as pessoas que queiram entrar na República Dominicana  devem apresentar o certificado do teste negativo à Covid-19 ou, em alternativa, fazer o teste rápido no aeroporto de entrada.

O Ministério da Presidência da República Dominicana, através da Comissão para a Prevenção e Controlo do Coronavírus COVID-19, anunciou que desde 30 de Julho, todos aqueles que desejam entrar no país têm que ter um resultado negativo no teste à Covid-19 realizado nos últimos cinco dias. Se esse resultado não estiver disponível, as equipas do governo vão realizar um teste rápido, sem nenhum custo adicional para o passageiro.

O objetivo deste novo requisito é fortalecer as ações preventivas no que toca ao combate à pandemia e manter um equilíbrio entre a reativação do turismo e a proteção da saúde de residentes e visitantes.

“A indústria do turismo do país está pronta para enfrentar o desafio de continuar a oferecer experiências excepcionais no novo normal e, esta medida vai contribuir para manter o clima de confiança que levou milhares de viajantes a escolher a República Dominicana como destino de férias”, lê-se numa nota informativa difundida.

Segundo a mesma informação, o teste de diagnóstico rápido nos aeroportos dominicanos fornece “resultados confiáveis ​​em menos de 10 minutos através de uma análise sorológica ao sangue”. Crianças menores de 5 anos e membros das tripulações estão isentos deste novo requisito.

Todos os protocolos podem ser consultados no Centro de Informações do Viajante (www.drtravelcenter.com/es/) ou na página do MITUR (www.godominicanrepublic.com/es/).