Revitalizado Oasis of the Seas já voltou a navegar

Após uma transformação avaliada em 165 milhões de dólares, no âmbito do projecto Royal Amplified, o navio da Royal Caribbean International voltou às Caraíbas com partidas desde Miami.

Michael Bayley, presidente e CEO da RCI, afirma que “é fantástico ver um investimento de 165 milhões de dólares e 63 dias de trabalho resultar neste navio icónico”. O Oasis of the Seas está a operar cruzeiros de sete noites nas Caraíbas e, em Maio de 2020, vai posicionar-se em Nova Iorque, tornando-se o maior navio a navegar desde esta cidade norte-americana.

Os destaques da modernização incluem a recriação do deck da piscina, que conta agora com um parque aquático infantil (Splashaway Bay), e um bar exclusivo (The Lime & Coconut), o Music Hall até agora exclusivo da Classe Quantum, o trio de escorregas aquáticos Perfect Storm, o escorrega mais alto a bordo de um navio (Ultimate Abyss), o primeiro conceito de barbecue a bordo (Portside BBQ), e um local dedicado ao karakore (Spotlight Karaoke).

O navio revitalizado chega ainda com a app da RCI, que permite que os passageiros façam o check-in através dos seus dispositivos móveis. A bordo conta com diversas funcionalidades, nomeadamente acesso digital aos camarotes, comando digital, acesso às actividades diárias e possibilidade de reservar restaurantes, espectáculos e excursões.

O Oasis of the Seas é o primeiro navio da Classe Oasis, conhecida por ter os maiores navios do mundo. É também o primeiro navio a ser revitalizado no âmbito do projecto Royal Amplified, que contempla um investimento avaliado em mil milhões de dólares na modernização de 10 navios, em quatro ano, com o objectivo de melhorar a experiência dos passageiros a bordo.